segunda-feira, 1 de junho de 2009

Maratona de São Paulo: Day after


Ontem acordei às 3 horas e fui ao encontro dos amigos do CUCA (Paulo Sacramento, Daniel Sanches, Toninho e o ) para irmos juntos a São Paulo. O objetivo era chegar cedo para evitarmos problema de congestionamento e estacionamento.

Nosso destino final, nesta madrugada em São Paulo, era o estacionamento da Assembléia Legislativa perto do Ibirapuera e da linha de chegada da Maratona de São Paulo.

Após alguns desencontros e várias ligações por celular, conseguimos nos encontrar em um posto de gasolina na Rodovia dos Bandeirantes por volta das 5 horas da manhã. Onde, finalmente saímos em comboio de dois carros para nosso destino final: Passar uma manhã de domingo ( e parte da tarde) fazendo o que mais gostamos...

Chegamos tão cedo, que pegamos o segundo ônibus para o local da largada: Av. Jornalista Robert Marinho... Ficamos aproximadamente 2 horas esperando a largada que seria por volta das 9 horas. Aproveitamos o tempo para fazer fotos, encontrar outros amigos, rever a estratégia para prova e fazer os últimos preparativos... Valeu!

Dirigimos-nos para as baias de largada, cantamos o Hino Nacional e finalmente o BUM... É dada a largada! Todos espremidos tentando correr e ao mesmo tempo “mandar uma mensagem de satisfação e realização para amigos e familiares pela tela da Globo”... Infelizmente nem todos parecem!

Começou a prova... Agora é para valer! São 42,2 Km a desfrutar!

Importante registrar, para aqueles que nunca experimentaram as alegrias de uma maratona, que uma prova dessa grandeza (42,2 Km) pode ser dividida em várias partes: Na primeira parte, acreditamos que não poderia existir outro lugar melhor para se estar num domingo como aquele.
Logo após, por volta do quilometro 15, começamos a entender o que realmente é correr uma maratona, mas ainda acredita-se que não poderia existir um lugar melhor do que aquele para se estar... Na meia maratona (21,1 Km), começa-se a fazer uma projeção do tempo que se vai levar para concluir a maratona, entretanto, inicia-se um processo de questionamento do tipo: Mas, porque estou aqui mesmo? Não seria melhor ter escolhido uma prova menor? (No caso da maratona de SP os 25Km).
Na seqüência normal dos quilômetros temos os quilômetros 26, 27, 28, 29, 30 e assim por diante... E começa-se a perceber (sentir) que o corpo reclama: uns tem câimbras (né Daniel?) outros, estão tão cansados que precisam caminhar um pouco... Mas, ninguém desiste! Pois, todos sabem que a linha de chegada esta a frente!
Nesta hora a pergunta que vem é quase sempre a mesma: O que estou fazendo aqui? Ou para outros, Vou conseguir completar dentro do prazo que me preparei (treinamento)?

O interessante é que tudo isso passa quando chega a marcação dos 40Km. Fica parecendo que não houve dificuldades ou vontade de desistir nos quilômetros que passaram...

E, quando se cruza a linha de chegada à emoção SEMPRE toma conta: Sorrisos e lágrimas ao mesmo tempo.... É a realização pessoal!

Quando se começa a andar para entregar o chip, logo vem aquele “pensamento teimoso”: Qual é mesmo a próxima maratona que vou fazer?

Tive muitas dificuldades na maratona de São Paulo desse ano, pelo fato de ter corrido a Comrades (89Km) no domingo passado e por ainda estar meio gripado... Mas, completei a prova (num tempo superior ao que costumo completar) e me sinto bem e muito motivado para os próximos desafios... Graças a Deus!

Parabéns a todos que estiveram presentes no domingo e ajudaram a fazer da Maratona de São Paulo, uma festa maravilhosa e emocionante.

Nota:
Alguns amigos de diziam que: “Após fazer a Comrades, completar uma maratona seria fácil (café pequeno)”.
Grande engano! Hoje, a maratona de São Paulo, me forneceu um desafio tão grande como o que tive no domingo passado na África do Sul... E fiquei igualmente tão emocionado em completar a prova!

2 comentários:

CORRENDO COM disse...

Alberto: Parabéns pela capacidade de realizar a Maratona de São Paulo, no domingo seguinte a Comrades. Poucos tem este privilégio. Fiquei orgulhoso de correr boa parte da Maratona de SP ao teu lado!

Alberto Peixoto disse...

Alguns amigos de diziam que: “Após fazer a Comrades, completar uma maratona seria fácil (café pequeno)”.

Bom, o senhor apenas esquece de ponderar que fez a Maratona de SP ainda com o cansaço acumulado da Comrades, hahaha.

Parabéns pela super dobradinha!!

E ontem, no churrasco, a mesa de saladas tambem estava maravilhosa!! Apareça nos próximos encontros!!

Grande Abraço!!

Hideaki

Sign by Danasoft - Get Your Free Sign

Sign by Danasoft - Get Your Free Sign