sábado, 9 de julho de 2011

FOCO

“Em nossa jornada, podemos passar por diversos desafios em nosso crescimento enquanto indivíduos. Temos que manter o foco. Podemos seguir o exemplo do ponteiro de um relógio: ele não olha para a direita, nem para esquerda, e nem para o que passou; ele mantém seu próprio ritmo, constantemente se movendo para frente, sempre avançando.”
Dadi Janki
Diretora Mundial da Brahma Kumaris

sexta-feira, 8 de julho de 2011

quinta-feira, 7 de julho de 2011

UMA LENDA

Conta certa lenda que estavam duas crianças patinando num lago congelado. Era uma tarde nublada e fria, e as crianças brincavam despreocupadas. De repente, o gelo se quebrou e uma delas caiu, ficando presa na fenda que se formou.
A outra, vendo seu amiguinho preso e se congelando, tirou um dos patins e começou a golpear o gelo com todas as suas forças, conseguindo por fim quebrá-lo e libertar o amigo.
Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido, perguntaram ao menino:
- Como você conseguiu fazer isso? É impossível que tenha conseguido quebrar o gelo, sendo tão pequeno e com mãos tão frágeis!
Nesse instante, um ancião que passava pelo local, comentou:
- Eu sei como ele conseguiu.
E todos perguntaram:
- Pode nos dizer como?
- É simples. - respondeu o velho - Não havia ninguém ao seu redor, para lhe dizer que não seria capaz.
"Deus nos fez perfeitos e não escolhe os capacitados, capacita os escolhidos. Fazer ou não fazer algo, só depende de nossa vontade e perseverança."
(Albert Einstein)

quarta-feira, 6 de julho de 2011

terça-feira, 5 de julho de 2011

Pequeno conto budista

Um Samurai grande e forte, de índole violenta, foi procurar um pequenino monge.
- Monge – disse, numa voz acostumada à obediência imediata. – Ensina-me sobre o céu e o inferno
O monge miudinho olhou para o terrível guerreiro e respondeu com o mais absoluto desprezo:

- Ensinar a você sobre o céu e o inferno? Eu não poderia ensinar-lhe coisa alguma. Você está imundo. Seu fedor é insuportável. A lâmina da sua espada está enferrujada. Você é uma vergonha, uma humilhação para a classe dos samurais. Suma da minha vista! Não consigo suportar sua presença execrável.

O samurai enfureceu-se. Estremecendo de ódio, o sangue subiu-lhe ao rosto e ele mal conseguiu balbuciar palavra alguma de tanta raiva. Empunhou a espada, ergueu-a sobre a cabeça e se preparou para decapitar o monge.

- Isto é o inferno – disse o monge mansamente.

O samurai ficou pasmo. A compaixão e absoluta dedicação daquele pequeno homem, oferecendo a própria vida para ensinar-lhe sobre o inferno! O guerreiro foi lentamente abaixando a espada, cheio de gratidão, subitamente pacificado.

- Isso é o céu – completou o monge, com serenidade.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Coisa da boa...

Nike lança campanha publicitária para incentivar a corrida entre os jovens. A linguagem explora o vício que a corrida provoca e a vantagem que tem sobre os demais vícios: é o único que faz bem ao corpo.




Sign by Danasoft - Get Your Free Sign

Sign by Danasoft - Get Your Free Sign