sexta-feira, 10 de setembro de 2010

UM BOM PAR DE TÊNIS PODE SER SEU MELHOR ALIADO

Aceito todos os argumentos de quem corre descalço (ou quase descalço), mas continuo acreditando que um bom par de tênis  AINDA pode ser o melhor aliado do corredor.

As marcas de tênis estão gradualmente se adaptando a essa nova tendência (moda) do mercado dos tênis bem baixos, quase sem amortecimento (Conhecidos como "Minimal"). Em breve teremos uma enxurrada desses modelos, confundindo ainda mais a cabeça dos corredores iniciantes.

Acredito, contudo, que essa tendência  seja muito "perigosa" para quem esta iniciando os seus primeiros treinos.


Algumas considerações básicas para quem esta começando:

1) Escolhendo o tênis certo
O tênis deve ser escolhido pensando na sua finalidade. Atualmente, são desenvolvidos modelos específicos e individualizados, que levam em consideração os diferentes tipos ou padrões de corredores, além das diferentes modalidades de corrida. (Vale a pena ver as informações do Guia do Tênis de Corrida publicado constantemente em revistas especializadas)
2) O que é que um bom tênis tem
Ao escolher o seu tênis, de acordo com o seu tipo de pisada, procure experimentá-lo para avaliar o conforto, a flexibilidade, o amortecimento, o acabamento, entre outros detalhes.
3) Quanto tempo dura um tênis
A durabilidade do tênis depende de muitas variáveis: do próprio tênis, do material usado para sua confecção, das condições e da superfície em que é usado e das características de sua marcha e estilo de corrida. Em média, ele é feito para durar de 550 a 800 km.
4) É importante variar
Variar os pares de tênis durante as corridas evita o seu desgaste precoce. Durante os treinamentos você pode testar tipos e marcas. A flexibilidade e a rigidez do calçado devem ser periodicamente revisadas, pois são alteradas com o tempo. Para checar o alinhamento, coloque o tênis em uma mesa, olhe por trás e confira integridade e grau de desgaste.
5) Qual é a sua pisada?
Existem três tipos de pisada: neutra, pronada e supinada. Para descobrir o seu tipo, pegue um calçado usado e analise a sola. Se o desgaste for maior no lado interno, você tem tendência à pronação; desgaste do lado de fora, tendência à supinação; e desgaste na região central indica uma pisada neutra. Para um resultado mais preciso o ideal é fazer um teste de baropodometria ou o conhecido "teste do pé molhado", para se ver o tipo de pé que se tem. A tendência é que pessoas com pé neutro tenham pisada igualmente neutra, os com pé plano (chato) sejam pronadores e os com pé cavo (arco mais acentuado na sola) supinadores.

As novidades para quem quer arriscar-se em correr "quase descalço" são: 
Vibram Five Fingers que funciona como um luva para os pés.
- Tênis Mínimo que se aproximará muito mais do conceito do Vibram Five Fingers do que do tênis com amortecimento que conhecemos hoje.(Ver modelo da New Balance que vai ser lançado em 2011)
 
Bons Treinos!

2 comentários:

Xampa disse...

Cada vez acredito mais que um tenis com menos amortecimento é melhor. Mas, ainda nao tenho 100% de certeza.

George Volpão disse...

Creio muito na experiencia de cada um nos determinados assuntos. Minha experiencia pessoal indica que quanto menos amortecimento, melhor para meus pés. Não não posso dizer que nunca tive lesoes por isso, pois até 2009 sempre usei tenis "convencionais" para pisada neutra. Hj uso modelos como o Brooks Green Silence e Nike Free Run+ (esse é uma porcaria). Nem com tenis convencional,m nem com os minimo apresenti lesão, portanto acho q esse oance de lesao deve-se mesmo ao Exagero. Se eu exagerar, ctza q rola lesao. Deixo aqui um link com os tenis novos da new balance: http://www.runblogger.com/2010/08/new-balance-minimus-new-information.html

Abraços!

Sign by Danasoft - Get Your Free Sign

Sign by Danasoft - Get Your Free Sign